.mais sobre mim

.posts recentes

. Cancro

. Símbolo do cancro

. O que é o cancro da pele?

. Causas

. Sinais e sintomas

. Factores de risco

. Tratamento

. Protegam principalmente a...

.Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
29
30
31

.pesquisar

 

.arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

Quarta-feira, 7 de Outubro de 2009

Tratamento

Existem vários procedimentos, por vezes combinados, para se proceder ao tratamento do cancro da pele. O principal é, sem qualquer dúvida, a eliminação do tumor, já que caso a lesão seja pequena, superficial e localizada, é mais do que suficiente para se conseguir a cura. O método seleccionado depende do tipo e das características do tumor. Em muitos casos, pode-se recorrer à crioterapia, de modo a destruir completamente a lesão, embora este método apenas seja realizado em caso de carcinoma basocelular ou espinocelular de dimensões reduzidas (se for grande, existe o perigo de restar algum fragmento) e nunca se efectua em caso de melanoma maligno. Nos restantes casos, ou seja, quando se trata de um melanoma ou de um carcinoma de grandes dimensões, deve-se proceder à sua extracção cirúrgica, de forma a eliminar toda a lesão, embora seja necessário, por vezes, a aplicação de um transplante de pele para revestir a zona.

Um outro procedimento utilizado é a radioterapia, através da aplicação de raios ionizantes, independentemente de ser como único tratamento em lesões superficiais, como preparação para a cirurgia, de modo a reduzir o tumor, ou como complemento da operação, para eliminar eventuais células cancerosas residuais, caso o tumor seja muito grande. Se existirem metástases, o principal recurso terapêutico corresponde à quimioterapia, ou seja, à administração de medicamentos anticancerosos.

publicado por ANAS às 08:25
link do post | comentar | favorito

.links